patrocinado por

FÓSSEIS E FEROZES

Cidade: Trelew/AR | Categoria: Passeios
Postado em: 14/12/2012
Diário de Motocicleta

Dois motivos colocaram Trelew no nosso roteiro, o primeiro foi o Museu de Paleontologia que existe aqui, e o segundo é que eu adoro Dinossauros. Então esta manhã já estava mais que programado fazer uma boa visita ao Museu que fica a uma quadra do hotel.

A Patagônia em especial é um território privilegiado pela abundância e variedade de depósitos paleontológicos, comparáveis aos grandes depósitos de Gobi (China) ou Alberta (Canadá). Destino inevitável dos cruzeiros de investigação científica ao redor do mundo e casa de descobertas que desafiam a imaginação.

Neste contexto, nasceu na comunidade a necessidade de proteger e preservar esta riqueza fóssil extraordinária e mantê-las para as gerações futuras. Na cidade de Trelew, em 1988, foi inaugurado este fantástico Museu Paleontológico Egidio Feruglio, e desde então, o MEF têm crescido em quantidade e qualidade em seus programas de pesquisa e difusão de conhecimento.

Ao entrarmos damos de cara com um gigantesco fóssil de Tyrannotitan, um irmão do Tiranossauro Rex que viveu por estas bandas. O bicho era impressionante com dentes capazes de estragar o final de semana de qualquer presa.

Já à direita começa a exposição propriamente dita, com réplicas de um típico assentamento da era Cenozóica (de 10.000 anos pra cá) e logo os primeiros fósseis de um Tigre Dente de Sabre, um Toxodonte (antecessor aos rinocerontes) e um Hippidion, parente distante dos cavalos.

Na sala seguinte vários fósseis marinhos, como por exemplo alguns caranguejos impressionantemente preservados, além de dois Achlysictis – ferozes marsupiais com presas enormes que parecem estar brincando.
Ao lado um Fororraco, uma ave gigante de quase 300 kg e dois metros de altura que por conta disso não podia voar.

Quando você já está maravilhado com tanta variedade de fósseis e dados explicativos, é hora de entrar no hall principal da exposição que vai lhe tirar o fôlego.

Ali estão os grandes dinossauros e já na parede é possível ver as duas pernas do Argentinossaurus, o maior dinossauro que se tem conhecimento em toda a Paleontologia. É impressionante o tamanho do bicho que está com sua silhueta representada na parede, com os fósseis de suas pernas dianteiras e uma vértebra em tamanho real.
Deparar-se com um animal deste garantiria no mínimo uma parada cardíaca. (rs)

Há ainda um Carnotaurus, também parente do Tiranossauro Rex, mas com chifres, entre outros.

A última sala é reservada à plantas e depois é possível assistir um filme de 8 minutos que conta a evolução da vida na Terra e a criação do Universo.

O passeio é mais que recomendado, e é fácil ficar por até duas horas curtindo as amostras e lendo todas as informações que ao longo da exposição estão fixadas nas paredes.

Os ingressos custam $ 42,00 adulto e $ 32,00 crianças de 6 a 12 anos. O Museu funciona de segunda-feira a domingo e feriados das 9h às 20h na alta temporada, e das 10h às 18h na baixa temporada. Av. Fontana com 9 de Julho – Trelew.

fotos relacionadas
Parceiros neste projeto