Entenda o Proj. Multi Aventura rumo ao WDW14



Diário de Motocicleta

Depois de um Test Rider com uma DUCATI Multistrada 1200, guiando um grupo de motociclistas até a Serra do Rio do Rastro (SC), o material gerado (artigo, fotos e filme e uma matéria na Revista Moto Adventure), possibilitou a oportunidade de apresentar algumas ideias para a DUCATI do Brasil.

Satisfeitos com as propostas, levaram o meu material para Itália, de onde o feedback veio em forma de convite ao World DUCATI Week 2014 - o maior evento da marca no mundo, só que eu deveria ir de moto.

Mesclamos alguns roteiros que me levasse até a Itália, e para pegar impulso, desci rumo a Buenos Aires/ARG.
Na volta passei por Montevidéu e Punta del este no Uruguai, e de volta ao Brasil, subi a costa até Recife, apresentando nas Concessionárias DUCATI a palestra Elaboração de Viagens de Longa Distância, e convidando os amigos a me acompanharem nesta trip pela Europa.

A moto ficou em Recife, e desembarcando em Lisboa/POR, peguei outra Multistrada 1200, acoplei meus baús GIVI e cruzei Portugal, Espanha e França até chegar em Misano na Itália, a tempo de participar do World DUCATI Week 2014, do qual sou detentor do record por ter rodado 14.500 km para estar ali.

Está aventura fui sem a Elda, então já tenho data para voltar.

FORTES CHUVAS AO ENTARDECER

25º dia de viagem
Cidade: Eunápolis/BA | Categoria: Diário do Piloto
Postado em: 5/7/2014
Diário de Motocicleta

O plano era sair bem cedo de Guarapari/ES rumo à Eunápolis na Bahia... apesar da pouca quilometragem, apenas 590 km, queria chegar com a luz do Sol e poder descansar um pouco, desde Belo Horizonte estou pegando estrada todos os dias e isso cansa muito, aliás, é uma coisa que não faço e não recomendo, mas nosso cronograma é apertado e nosso país continental, então é preciso seguir neste ritmo forte.

Porém, quando tomava café da manhã com meu amigo Geraldo Fraga, motociclista e proprietário da Pousada Raio de Sol, os amigos Jeguinho e Celso chegaram para um bate papo matinal sobre viagens de moto.
Ai já viu... reunião de estradeiros vai longe... cada um contando uma história mais incrível que a outra, experiências, enrascadas e dicas de viagens... o café só não esfriou por que tomamos tudo.
Quando olhei as horas, já nos aproximávamos do meio dia e eu precisava partir.

Ainda deu tempo de namorarem a DUCATI Multistrada 1200 enquanto eu montava os baús GIVI e só depois de algumas fotos que deixei os amigos para trás... uma pena, tínhamos assunto para uma tarde inteira, na verdade, algumas tardes inteiras.

Lembro-me que a primeira coisa que eu disse ao levantar foi sobre o dia que estava lindo, com um belo céu azul, Sol e temperatura agradável, mas isso às 7h da manhã, pois ao meio dia, quando coloquei as duas rodas na estrada, um acúmulo de nuvens negras vinha em minha direção e não demorou mais que 50 km para que o mundo caísse sobre mim.

Passando de Serras/ES o tempo firmou, nublado com aberturas de Sol, mas sem chuvas. Foi bom , pois deu para garantir algumas fotos e filmagens.

Em Linhares/ES, depois de 200 km parei para abastecer em um posto de combustível que coleciona alguns adesivos de viagens que realizei como o Projeto Êxodo de Moto em 2010 rumo à Salvador – minha primeira longa viagem – e o Projeto Rodando as Cidades da Copa onde demos a volta ao redor do Brasil em 2013.

Aproveitando a parada, colei o novo adesivo WDW2014 e segui viagem no trecho mais chato deste roteiro. A partir deste ponto a estrada é uma linha reta infinita. As montanhas Capixabas desaparecem, e embora haja muito verde e colinas, o caminho é um pouco entediante.

Passando a divisa dos estados do Espírito Santo e Bahia, os pedágios acabam bem como as retas e uma sucessão de curvas dá um show.

Infelizmente anoiteceu rapidamente, justo quando as curvas mais radicais começaram, e com a noite veio novamente a chuva que caiu sem dó.

Cheguei a Eunápolis/BA depois de 583 km encharcado e com fome.
Amanhã serão mais 530 km até Salvador... nossa palestra em Recife/PE foi antecipada para segunda-feira, já que na terça-feira tem jogo do Brasil.

O relógio perdeu algumas horas.

fotos relacionadas
Parceiros neste projeto