Entenda o Proj. Vulcões Andinos



Diário de Motocicleta

Esta aventura, nos colocou para rodar a Cordilheira dos Andes em busca de alguns vulcões da América Latina.

Durante o planejamento, identificamos tantos vulcões, que seria inviável fazer um roteiro completo em apenas 50 dias (prazo geralmente usado nos projetos em parceria com o Salão Duas Rodas), então a solução foi dividir em duas etapas.

Partimos em Agosto de 2015 rumo a Colômbia, cruzando a Bolívia, Peru e Equador, voltando pelo Norte do Chile, atravessando o Chaco Argentino até voltar para casa.

Subimos alguns vulcões, passamos por vários perrengues e terminamos a aventura novamente no Anhembi, expondo a nossa moto no stand da GIVI do Brasil, e com apresentações de Palestras no Auditório Orquídea durante o 13º Salão Duas Rodas.

Sem sombra de dúvida, essa viagem foi a mais desafiadora e que nos proporcionou um maior contato com milhares de apaixonados por viagens de moto.

ESTADIA EM PUTRE - TERRACE LODGE

Cidade: Putre/CH | Categoria: Onde Dormir
Postado em: 30/12/2015
Diário de Motocicleta

Entrando em Putre, logo é possível ver placas indicativas para a Pousada Terrace Lodge & Tours – a cidade é muuuito pequena.

A pousada, administrada pelos simpáticos Flávio e Patrizia – italianos que pensam em vender a pousada e se mudar para Iquique, é extremamente charmosa e aconchegante.

O quarto é espaçoso, ficamos em um com duas camas de solteiro – com um colchão delicioso, cobertores e um aquecedor que garantem uma excelente noite de sono.

O banho possui uma ducha quente e forte, bem como o sinal de wi-fi, coisa que no meio do nada você não acreditaria que funciona tão bem... mas funciona.

Não tem TV nem frigobar, mas o café da manhã é preparado na hora e servido com muito bom humor, principalmente por parte do Flávio que arrisca um bom Português falado com as mão, como um bom Italiano.

A vontade era ficar mais dias, mas não tínhamos reserva e outros hospedes estavam por chegar, então é bom reservar pelo e-mail info@terracelodge.com.

Nos cobraram US$ 50,00 a diária que é pouco diante da simpatia, conforto e um céu estrelado que compensa o frio a noite para fotografá-lo.

fotos relacionadas
Parceiros neste projeto