patrocinado por

SEGUINDO PARA NAZCA

40º dia de viagem
Dia: 10/9/2015 | Cidade: Nazca/PE | Categoria: Diário do Piloto
Diário de Motocicleta

Partimos depois de um dia de turismo em Lima onde conhecemos o Centro Histórico... na verdade, neste projeto usamos Lima como escala subindo ao Norte, e agora rumo ao Sul.

Ao todo entre chegadas, "ficadas" e partidas, foram sete dias na capital do Peru, o que devo admitir, é muito pouco... o ideal seriam sete dias de turismo, livres, pois a cidade oferece muitos pontos interessantes para se conhecer.

Mas temos uma máxima que diz que tudo que fica para trás, é pretexto para voltarmos, então, seguimos viagem sem olhar no retrovisor por um caminho mais que conhecido.

O trecho entre Lima e Nazca já foi feito em 2011 no Projeto Caminho do Peabiru, e agora novamente neste “caminho para casa”.

Seguindo ao Sul, a Panamericana apresenta pista duplicada por cerca de 190 km até a cidade de Chincha Alta.
O visual mudou bastante desde 2011, e notamos um aumento de condomínios fechados na orla da praia, onde antes ou não havia nada, ou funcionavam granjas... inúmeras delas que deixavam o cenário feio e fedido.

Hoje esses criadores estão em menor número e muitas ruínas ainda estão na praia.
Aos poucos a cidades vão crescendo, os condomínios vão surgindo e os hábitos se transformando. Embora a água seja muito gelada, o lugar é mais propício para uma casa de final de semana em um balneário, do que galinhas engordando ao vento do mar.

Depois de Chincha, a pista se torna vicinal e várias cidadezinhas surgem, deixando o trânsito pesado e lento.

Para atravessar 15 km de Ica é preciso muita paciência e atenção.
Não espere de um motorista peruano cortesia, ele jamais cederá passagem, muito menos para moto.

Pela primeira vez vimos dois acidentes no Peru, primeiro uma moto se chocou com um carro... o que é preocupante pois ninguém usa capacete, e outro ônibus que bateu em dois carros. Tirando o rapaz da moto estirado no chão, o resto foi só dano material e mais congestionamento.

O vento deu o ar da graça próximo às Linhas de Nazca, mas nada que nos impedisse de chegar por volta das 17h20... pouco mais de 6h de viagem nestes 450 km.

Amanhã seguiremos para Arequipa... trecho com as melhores curvas da Panamericana Sur.

fotos relacionadas
Parceiros neste projeto