patrocinado por

CATEDRAL DE SANTOS

Dia: 25/1/2014 | Cidade: Santos/SP | Categoria: Passeios
Diário de Motocicleta

A Catedral de Santos é a sede da Paróquia de Nossa Senhora do Rosário Aparecida, a mais antiga da Cidade.

Em 1907, pelo péssimo estado em que se encontrava, foi interditada e depois demolida, e em seu lugar surgiu a atual Praça da República.
Em 24 de junho de 1909 começou a construção da nova matriz, e mesmo inacabada, que foi inaugurada em 1924, com uma missa celebrada por Dom Duarte Leopoldo e Silva, arcebispo metropolitano na época.

No ano seguinte a Matriz recebeu o título de Catedral, com a instalação da Diocese de Santos, pelo Papa Pio XI, e somente em 1967 a Comissão de Obras da Catedral deu por encerradas as obras do templo. Entretanto, só em 1969 foi concluída as obras em sua cripta.

A Igreja é construída em estilo gótico misto, segundo projeto do engenheiro alemão Maximilian Emil Hehl, professor da Escola Politécnica de São Paulo, o mesmo que idealizou a Catedral de São Paulo.

A entrada da catedral está guardada pelas duas estátuas, esculpidas em granito natural, de São Pedro e São Paulo, enquanto que a alta torre é decorada com as estátuas dos profetas Isaías, Jeremias, Ezequiel e Daniel junto aos quatro evangelistas: Mateus, Marcos, Lucas e João.

No interior, vitrais alemães contam a vida de Nossa Senhora, como o casamento com São José, a anunciação do arcanjo Gabriel, a visita de Maria às primas, entre outras.

Na capela do Santíssimo Sacramento há três afrescos do pintor santista Benedito Calixto representando Noé, o sumo-sacerdote Melquisedeque e Jesus Cristo com os discípulos de Emaús.

A capela de Nossa Senhora de Fátima guarda uma imagem da santa trazida de Portugal.
O altar-mor é a peça mais recente, em estilo simples.

A torre abriga sete sinos, com cúpula renascentista e sob ela fica a pia batismal feita em cobre e doada por Cândido Gaffrée, em 1917.
Na sacristia estão as imagens de Cristo Ressuscitado e Nossa Senhora das Dores, que costumavam sair nas antigas procissões da madrugada.
No andar inferior encontra-se a cripta, onde estão os restos mortais dos bispos e sacerdotes de Santos, e o ossuário onde há um altar para celebração de missas e orações.

Horário de funcionamento: Diariamente das 9h às 19h. Endereço: Praça Patriarca José Bonifácio, s/nº – Centro.

fotos relacionadas