patrocinado por

VIAGEM CONCLUÍDA...

Cidade: São Paulo/SP | Categoria: Infos Úteis
Postado em: 6/10/2013
Diário de Motocicleta

 

Após 56 dias de viagem, cruzando as cinco regiões do nosso gigantesco país, percorremos mais de 16.500 km no Projeto Rodando as Cidades da Copa com sucesso, apesar de alguns perrengues. Foram ao todo 22 Estados e cerca de 33 cidades, sendo destas 10 ao longo dos 1.700 km navegados pelo Rio Amazonas e seus afluentes.

Uma aventura incrível por um país de diversidade natural e cultural, que tivemos a oportunidade de ver de perto, embora rapidamente. Um projeto deste tamanho merece pelo menos uns 4 a 5 meses para ser realmente concluído, tamanha a quantidade de pontos turísticos e distâncias a serem percorridas.

Cumprindo nossa agenda oficial, visitamos os 12 estádios que sediarão os Jogos da Copa do Mundo de 2014 e nos tornamos os únicos turistas brasileiros (até o momento) a visitar todos eles.

Encontramos construções magníficas e alguns "elefantes brancos"... estádios em conformidade com o cronograma e outros em completo atraso, onde o orçamento já ultrapassa os limites e os gastos não dão sinal de parar.

Arenas como a Amazônia e Pantanal não justificam suas construções por conta de um evento isolado, já que em ambos os estados (Mato Grosso e Amazonas) a expressividade dos clubes é insignificante (às vezes até inexistente) nas primeiras divisões do Brasileirão.

Enquanto isso a população acredita que a vida vai melhorar, embora a esperança seja mais uma virtude do povo brasileiro, do que uma promessa de governo.

Mas por este "Brasilzão de meu Deus" os caminhos não foram fáceis. Estradas superlotadas de caminhões, muitos deles envolvidos em graves acidentes que testemunhamos, são gerados tanto pela imprudência, cansaço, quanto pela qualidade de nossas rodovias. De simples remendos mal feitos à buracos horrorosos, em alguns casos até mesmo a inexistência de estrada.

De todas, a mais desafiadora foi a BR-319 que liga Manaus à Porto Velho. Conhecida como "Rodovia Fantasma", entramos nela com a previsão de cruzar 400 km de lama em 2 dias e gastamos 4. Foram duas noites acampando no meio da Floresta Amazônica, onde o céu estrelado nos presenteou com um espetáculo difícil de ser avistado nos grandes centros urbanos.

Estávamos sozinhos, avançando cerca de 10 km a cada hora. Lutando contra atoleiros, buracos e pontes de madeira que não davam o menor sinal que aguentariam o peso de nossa V-Strom e bagagem... mas ao final de uma série de 125 "pinguelas" conseguimos sair da floresta depois de avistarmos uma Onça Puma - raro encontro segundo moradores da região - que cruzou nosso caminho, parou no meio da estrada, nos olhou e se embrenhou novamente no mato nos deixando brancos de medo e admiração.

A determinação venceu o cansaço e as dores no corpo, os pontos turísticos visitados nos deram um alento e a companhia de mais de 85 mil usuários que acessaram o Diário de Motocicleta nos garantiram forças para seguir.

São muitos os amigos a quem devemos gratidão e agradecimento, em especial aqueles que nos receberam em suas cidades natal e principalmente nossos parceiros: Salão Duas Rodas, Nova Suzuki, Joe Rocket, Capacetes NEXX, Travas Tecklock, Johnny Bordados, Rei das Placas e Cerveja Itaipava.

Agora para fechar com chave de ouro, esperamos os amigos em nosso stand no Salão Duas Rodas que acontece no Anhembi de 8 a 13 de outubro, onde iremos expor nossa moto e equipamentos e contaremos causos com fotos e vídeos inéditos.

Procurem-nos na "Rua i", próximo ao ChinaTown... estaremos lá.

Após o Salão, iniciaremos as publicações das dicas de hotéis, restaurantes, pontos turísticos, mapas, distâncias entre postos de combustíveis e muitas outras informações para os amigos que desejam rodar nosso incrível país.

Bora motocar!

Parceiros neste projeto