patrocinado por

PRÓXIMA PARADA: NATAL

19º dia de viagem
Cidade: Natal/RN | Categoria: Diário do Piloto
Postado em: 25/8/2013
Diário de Motocicleta

Depois de exceder um dia de estadia em recife, por conta de manutenção na V-Strom, a hora de partir chegara.

Fomos muitíssimo bem acolhidos pelos amigos Carlos Mamute e Flávia, ambos de São Paulo e que moram em Recife há mais ou menos 2 anos.

Deixar uma cidade como Recife é difícil, deixando os amigos então... o segredo é não olhar no retrovisor e focar em por a motoca na estrada... e assim fomos.
Nos primeiros 50 km nos despedimos do trânsito caótico de Recife, onde os carros andam sobre a faixa divisória das pistas, como se andassem de autorama preso aos trilhos... raramente dão seta e sempre entram sem olhar no retrovisor.

Os motociclistas por sua vez, no meio deste caos andam em qualquer corredor possível, e ultrapassam entre carros e meio fios, mesmo pela direita.
Complicado a educação no trânsito na Região Metropolitana de Recife, e para piorar o cenário, buracos que se estendem da estrada aos bairros e grandes avenidas.

Superado essa barreira e passado a cidade de Abreu e Lima, onde a BR-101 só não passa pela cidade como cruza o centro comercial, a BR-101 se apresenta duplicada, mas com alguns buracos ainda.

Testemunhamos um acidente envolvendo um ônibus, um caminhão e dois carros mais ou menos na altura de Goiana. Um comando da Polícia Rodoviária fechou uma das pistas para fiscalização e um caminhão não segurou e bateu na traseira de um ônibus parado, atrás dele dois outros carros colidiram de raspão e pelo visto, só houve danos materiais.

Nesta reduzida, um casal montado em uma V-Strom branca, igual a nossa só que na versão limpa nos cumprimentou se declarando seguidor das aventuras do Diário de Motocicleta... isso é tão gratificante que não existe palavras para expressar o sentimento de recompensa ao nosso trabalho.

Motocamos até a divisa entre Pernambuco e a Paraíba, onde a brincadeira fica fácil e o asfalto dá lugar à pista de concreto incrivelmente lisa... onde foi possível finalmente depois de quase mil km, entortar o cabo na casa dos 140 km/h – não faça isso em casa e pilote sempre com consciência, de preferência respeitando a sinalização.

Na parte da Paraíba a velocidade continuou alta com uma BR-101 digna de ser pilotada, e com verde nordestino incrível, com mata a perder de vista na beira da estrada Brasil adentro.

Entrando no Rio Grande do Norte, estávamos cada vez mais perto de Natal quando resolvemos mudar os planos e seguimos para Praia de Pipa, com a ideia de ficar um dia hospedados, mas como geralmente as coisas pro improviso não dão certo, por conta de um Festival de Jazz, a cidade estava lotada sem vagas nas centenas de pousadas que lá existem.

Esse entra e sai nos custou cerca de uma hora e meia, até que desistimos e seguimos para natal, onde chegamos por volta das 15h depois de rodar 364 km.

Agora é conhecer Natal... bora lá?

fotos relacionadas