patrocinado por

UM CASTELO MEDIEVAL EM RECIFE

Cidade: Recife/PE | Categoria: Passeios
Postado em: 23/8/2013
Diário de Motocicleta

A construção de um castelo medieval em plena cidade do Recife parece ser suficiente para chamar a atenção de quem esteja passando pelo bairro da Várzea. Mas, quem se impressiona com a construção fica ainda mais deslumbrado ao entrar no ambiente, onde se localiza o Instituto Ricardo Brennand.

O instituto abriga um grande arsenal de armas brancas e armaduras medievais, além de uma ampla pinacoteca com a exposição das obras do pintor holandês Albert Eckhout, que veio ao Brasil durante o século XVII retratar paisagens e cotidiano. O local, conta ainda com uma biblioteca composta por obras raras que pertenceram ao historiador José Antônio Gonçalves de Mello e ao escritor Édson Nery da Fonseca.

O Instituto Ricardo Brennand é um ponto turístico obrigatório para quem visita o Recife. Já é imponente logo na entrada e garante belas fotos de recordação de um dos mais belos edifícios históricos de Recife.


Como tudo começou

Foi a partir de uma antiga olaria da família, desativada em 1945, que o artista plástico Francisco Brennand deu início ao seu templo da arte. Montado pedra sobre pedra pelo artista, desde 1971, o monumento é composto pelos seus próprios trabalhos.

No local, é possível encontrar quase 2 mil obras relacionadas, em sua maioria, a temas como sexualidade, flora e fauna, personagens históricos, conceitos e personagens mitológicos greco-romanos, grande parte delas moldadas em barro.

As peças mostram a diversidade da expressão do ceramista. No local funciona ainda uma fábrica que produz cerca de vinte mil metros quadrados de cerâmica por mês considerada uma das melhores do Estado.

As esculturas de Brennand são muito famosas e você pode vê-las em diversos lugares, como por exemplo, no metrô de São Paulo.

Sem dúvida, a visita ao Instituto Ricardo Brennand é a melhor maneira de conhecer o trabalho do artista plástico pernambucano, nascido em 1927. A geração da vida, permeada pelo sofrimento, é o ponto principal de sua obra. A mistura de misticismo, sexualidade e natureza constroem um universo singular, que pode ser visitado no terreno da antiga fábrica de cerâmicas São João, onde se localiza o ateliê.

Horários de visitação: de terça a sexta das 8h às 17h. Fechado aos sábados, domingos e feriados. Ingresso: R$ 18,00 (US$ 7,80).

Endereço: Propriedade Santo Cosme Damião s/nº, Engenho São João, Várzea a 16 km do centro.

fotos relacionadas
Parceiros neste projeto