patrocinado por

PASSEIOS PELA PAMPULHA

Cidade: Belo Horizonte/MG | Categoria: Passeios
Postado em: 11/8/2013
Diário de Motocicleta

Acordamos refeitos da viagem entre Brasília e Belo Horizonte, e já de manhã saímos para um rolê pela Pampulha, cartão postal de BH e passagem mais que obrigatória.

O Conjunto Arquitetônico da Pampulha foi construído na década de 40 por Juscelino Kubitscheck que após a criação do lago artificial, contratou Oscar Niemeyer que projetou uma série de edificações que se tornaram referência e influenciou toda a arquitetura moderna brasileira. Fazem parte do conjunto a Igreja de São Francisco de Assis, o Museu de Arte, a Casa do Baile e o Iate Tênis Clube. Os jardins de Burle Marx, a pintura de Portinari e as esculturas de Ceschiatti, Zamoiski e José Pedrosa completam e valorizam o projeto concebido para a lagoa.

A "orla" da Pampulha concentra várias opções de lazer, como o ginásio do Mineirinho, o Jardim Zoológico, o Centro de Preparação Eqüestre da Lagoa e pistas para ciclismo e caminhada. É lá também que está o Estádio Governador Magalhães Pinto, o famoso "Mineirão".

Visitamos a Igreja de São Francisco de Assis que foi inaugurada em 1943. Suas linhas arredondadas denunciam a ousadia de Oscar Niemeyer e são um marco da arquitetura moderna brasileira.

Seu interior abriga 14 painéis de Portinari que retratam a Via Sacra, considerados a obra-prima do pintor. Na parte externa destacam-se os jardins elaborados por Burle Marx e mosaicos nas fachadas laterais.
Infelizmente não se pode filmar ou fotografar seu interior e a fiscalização é cerrada.
.
Funciona de terça a sábado, das 9h às 17h, e domingo, das 9h às 13h com ingresso custando R$2,00. Endereço: Avenida Otacílio Negrão de Lima s/nº - Lagoa da Pampulha.


Dali fomos conferir o Mineirão que passou por reforma para a Copa e teve sua capacidade aumentada para 64,5 pessoas.

O Mineirão é a casa do Cruzeiro e do Atlético que inauguraram o novo Estádio em Dezembro de 2012. A primeira inauguração aconteceu em 1965 entre Brasil e River Plate onde nossa seleção ganhou por 1 x 0.

As obras de acesso ao Mineirão e Pampulha estão deixando o trânsito complicado na região e dar dicas de como chegar é um pouco complicado... mas seguindo as placas é possível chegar até estes pontos imperdíveis.

Após cedermos entrevista para o Jornal Hoje em Dia, com o Mineirão ao fundo, seguimos para o Museu de Arte Contemporânea da Pampulha (MAP) que foi o primeiro projeto de Niemeyer na Pampulha.

Inicialmente funcionou como cassino, o primeiro da cidade, até ser fechado em 1946, devido à proibição do jogo no país. Passou a funcionar como museu em 1957, quando era conhecido como "Palácio de Cristal".

Os jardins de Burle Marx são uma homenagem ao verde tropical. Três esculturas de Ceschiatti, Zamoiski e José Pedrosa adornam os jardins.

Em 1996, o museu foi readequado e ganhou novas salas de multimídia, biblioteca, café/bar, loja de souvenires e toda uma infraestrutura técnica para abrigar as obras. Hoje, infelizmente fechado, se prepara para uma nova mostra que deve ser inaugurada em 29/AGO/13.

O lugar vale pelas fotos, principalmente no pôr-do-sol.

A noite fomos explorar o centro da cidade, mas isso a gente conta quando voltar para casa.

fotos relacionadas
Parceiros neste projeto