patrocinado por

CUSTOS E DICAS RÁPIDAS EM BARILOCHE/AR

Cidade: Bariloche/AR | Categoria: Infos Úteis
Postado em: 17/6/2013
Diário de Motocicleta

• Chegada dia 28/12/2012 - 19h
• Partida dia 01/01/2013 - 10h

04 Diárias – R$ 428,00
06 Refeições – R$ 166,44
16 Lt Gasolina – R$ 35,00
Extras – R$ 432,49

TOTAL = R$ 1061,93 – US$ 482,69 (cotação R$2,20)

Dicas Rápidas

• O Hotel 7 Lagos tem uma ótima localização e oferece quartos espaçosos com aquecedor interno, TV, wi-fi e um excelente banho quente. O atendimento é muito atencioso e o café da manhã é no padrão continental. O estacionamento fica na quadra seguinte e apesar de ser descoberto, é fechado com toda a segurança – não há cobrança a parte, pois o hotel possui convênio com o mesmo.
A diária foi super em conta, levando-se em consideração os preços praticados em Bariloche, ainda mais no final do ano. A conta deu R$ 107,00 por dia (US$48,00).
O Hotel 7 Lagos fica na Calle Francisco Perito Moreno, 534 – Bariloche - Argentina.

• O La Esquina é de longe o melhor em que jantei. O ambiente é super familiar e aconchegante, todo em toras de madeira, o lugar é muito legal de se jantar.
O prato pedido foi um enorme filé de frango a milanesa, mas troquei a batata frita por arroz. Não faça isso por que o arroz é sem sal e sem gosto. A conta saiu por R$ 42,00 (US$ 19,00) – O Restaurante La Esquina fica na Calle Francisco Perito Moreno com a Calle Urquiza – Bariloche/AR

• O El Chiringuito é pequenino, mas oferece deliciosos lanches no prato, que é preciso muita fome para acabar com tudo. O atendimento é muito bom e rápido. Os preços também ajudam muito, onde a conta não ultrapassou R$30,00 (US$13,00). O El Chiringuito fica na Calle Qualiguia, 283 – Bariloche/AR.

• O Museo de la Patagônia apresenta mostras da história de Bariloche, artigos indígenas e documentos dos conquistadores e imigrantes europeus que chegaram à Patagônia no século XIX. Com importante acervo o museu também possui espaço para interessantes exposições temporárias. O Museu funciona de terça a sexta das 10h às 12h30 e das 14h às 19h. Sábado e segunda das 10h às 13h. Os ingressos custam R$ 6,00 (US$ 3,00) e menores de 12 anos não pagam. O Museu fica no Centro Cívico de Bariloche.

• Cerro Leones era um Vulcão que permaneceu ativo por milhões de anos, mas depois de intensas erupções, ao longo do tempo sua atividade foi cessando até se transformar em uma montanha rochosa de pouco mais de 900 m que vemos agora.
A visita ao Cerro é uma excursão fácil, possível de ser realizada por toda família, com subida que leva às cavernas feita por um caminho levemente inclinado. O passeio pelas três cavernas leva duas horas, e o regresso meia hora.
O ingresso custa $ 105,00 e do centro de Bariloche, algumas agência oferecem translado por mais $ 45,00 ida e volta.

• O Teleférico do Cerro Otto que fica a apenas 5 km do Centro Cívico da cidade de Bariloche, sobre uma bela estrada pavimentada cercada por densos bosques de pinheiros.
Lá em cima está a única confeitaria giratória da América do Sul, com uma velocidade de giro de 3 km/h. Mas o melhor mesmo está do lado de fora do complexo... a vista de Bariloche e o Lago Nahuel Huapi.
O ingresso custa R$40,00. O funcionamento é diário das 9h às 18h para subida e 19h para descida. Há micro-ônibus saindo da Mitre incluso no ingresso do teleférico, mas demora muito.

• A Catedral Nuestra Señora de Nahuel Huapi – finalizada em 1946 – impressiona em diversos aspectos, sendo que, o primeiro é a vista externa. Localizada em uma praça de rípio e jardins, onde os turistas ficam deitados tirando um cochilo protegidos dos ventos que não param, ela parece que foi montada e colocada ali, sobre o terreno.
Sua altura é impressionante, e toda revestida de pedra, causa um impacto imediato! É preciso dar alguns passos para trás se quiser enquadrar a igreja na foto.
As missas acontecem todos os Domingos às 11h30 e 18h e o endereço é Avenida 12 de Outubro com St. Beschtedt.

Parceiros neste projeto