patrocinado por

AS CORES DE CAMINITO

Cidade: Buenos Aires/AR | Categoria: Passeios
Postado em: 1/3/2013
Diário de Motocicleta

O que às vezes poucos sabem é que o "Caminito" é apenas uma rua do Bairro La Boca, mas as quadras e ruas adjacentes formam um cenário único que deve ser visitado.

A rua mais famosa e colorida do bairro reúne diversos artistas e pintores que vendem e expõem seus trabalhos.

A área é composta por casas típicas de "La Boca", com paredes de zinco pintadas em cores diferentes e que formam quarteirões por ruas sinuosas, isso porque  estas ruas seguem o curso de um antigo riacho que correu até meados do século XX.

Até 1920, por esta rua passava o trem que ia até cidade de La Plata, no sul de Buenos Aires.
Por volta de 1928 à ferrovia fechou e o terreno foi abandonado por mais de vinte anos até que na década de 1950, o morador Arturo Carrega decidiu recuperar e limpar a área junto com um grupo de moradores, dentre eles, o famoso pintor Boquense Benito Quinquela Martín, que batizou a rua como “Caminito” pelo título do popular tango de 1926, dos autores Gabino Coria Peñalosa e Juan de Dios Filiberto.

No caminho foram adicionadas obras de artistas como Luis Perlotti, Roberto Capurro, Leone João, Ricardo Sanchez e Julio Vergottini, até que, em 1959, Caminito foi oficialmente inaugurado como um museu a céu aberto.

Não deixe para ir muito tarde, pois as lojas e alguns restaurantes começam a fechar por volta das 18h... às 17h já é possível ver ruas se esvaziando.
Caminito é uma área segura visitada por muitos turistas diariamente, porém o bairro de La Boca pode ser perigoso à noite devido ao roubo. Portanto, é recomendável não levar objetos de valor, ou adentrar as ruas do bairro ao escurecer.
Vale lembrar que no verão o Sol se põe às 21h30 em Buenos Aires.

Se for de taxi, vai gastar por volta de $30,00 Pesos – US$ 6,00 - do Caminito ao Centro ou Praça de Mayo. Se for de ônibus, eles são com catracas que só aceitam moedas.

A caminhada até a Praça de Mayo leva uns 35 minutos e durante o dia não é nenhum pouco ameaçador.

fotos relacionadas
Parceiros neste projeto