patrocinado por

O QUE FAZER EM TIBAGI/PR

Cidade: Tibagi/PR | Categoria: Passeios
Postado em: 22/10/2011
Diário de Motocicleta

ATRATIVOS HISTÓRICOS

MUSEU HISTÓRICO DESEMBARGADOR EDMUNDO MERCER JUNIOR
Museu com fotos, objetos e equipamentos usados pela colonização na época do garimpo de diamantes. É um dos museus mais completos do estado com acervo de aproximadamente 5.200 peças divididas em 9 salas. Prédio verde água e branco, localizado na Praça Edmundo Mercer, principal praça da cidade.

PASSO DO RISSETI
Parque criado com objetivo turístico e lazer local. Dentro do parque está à Casa do Colono, espaço de preservação dos costumes de imigrantes europeus e da atividade tropeira. A Casa do Colono foi construída no início do século XX, pertencente ao ucraniano Miguel Quewpovz. Mantém traços da arquitetura da Ucrânia e objetos do início do século.

PALÁCIO DO DIAMANTE
Prédio construído na década de 30 pelos padres redentoristas, projetada pelo Dr. Max Standacher, construtor civil nascido em AslenWurtemberg, Alemanha. O prédio abrigou por 50 anos os padres seminaristas. Hoje, funcionam as instalações da prefeitura. Prédio azul claro e branco.


BIBLIOTECA PÚBLICA MUNICIPAL
Construído em 1915 pelo Dr. Carlos Cavalcanti como grupo escolar “Telêmaco Borba”. Hoje funciona a biblioteca local. Prédio rosa, localizado na Rua Herbert Mercer, no centro de Tibagi.


CAIXA D’ÁGUA
Com obras iniciadas em 1913 e concluídas em 1915 na administração do prefeito Telêmaco Borba. Abasteceu a cidade nos anos de 1915 a 1974. Restaurada em 1985. Pintada de azul celeste e branca.

CASA DA CIDADE
Construído em 1930 para ser um Mercado Municipal. Hoje destinada a atividades e eventos culturais. Prédio marrom, localizado na Praça Edmundo Mercer.

MATRIZ NOSSA SENHORA DOS REMÉDIOS
A primeira capela foi construída em 1836, feita de madeira lascada e sapé, através da ajuda de Ana Beje (filha de Machadinho, fundador da Vila de Tibagi) que recolhia donativos na cidade com uma pequena imagem de barro de Na. Sra. Da Conceição, venerada com Na. Sra. Dos Remédios. Na casa encontra-se o museu histórico.
A capela desabou em 1859. O início da construção da nova capela deu-se em 1859 e prolongou-se até 1863. Em 1936, concluiu-se a Igreja Matriz (a terceira da história) sendo inaugurada oficialmente em 1943. Localizada na Praça Edmundo Mercer, s/nº.

USINA VELHA
Prédio de 1953, erigido para abrigar o gerador da usina hidroelétrica. Esta, inaugurada em 21 de dezembro de 1924, foi construída e idealizada por Ernesto Kugler (alemão).

PRAÇA LEOPOLDO MERCER

Elaborada pelo agrimensor e prefeito da cidade Edmundo Alberto Mercer, tendo seus ponteiros como os pontos cardeais. O destaque do monumento fica por conta do Monumento às Águas do Tibagi, fonte que retrata nos desenhos em baixo relevo os ciclos da vida econômica e social do município.

PRAÇA EDMUNDO MERCER
É a principal praça da cidade, utilizada para a realização de grandes eventos, com destaque para o Carnaval da cidade.

ATIART (ASSOCIAÇÃO TIBAGIANA DE ARTESANATO)
Fundada em 1985 conta com sede própria na entrada da cidade, com área de 420 metros quadrados, que permite acesso as visitantes à área de produção das peças e comercialização.

ATRATIVOS NATURAIS

CANYON GUARTELÁ
O Parque Estadual do Guartelá situa-se na porção central do canyon, no Bairro de Guartelá de Cima, à margem esquerda do Rio Iapó.
O nome Guartelá foi dado devido ao nome do bairro tibagiano que abriga integralmente o Parque.
Conforme a lenda, o nome "Guartelá" surgiu da expressão "Guarda-te-lá que cá bem fico", utilizada por um morador da região ao prevenir seu "compadre" de um ataque indígena.
O Guartelá possui inúmeros atrativos, que configuram em belas paisagens, lugares misteriosos e insinuantes formações rochosas. Ao caminhar por suas trilhas ladeadas de vegetações rupestres, descobrem-se belezas como a impressionante Cachoeira da Ponte de Pedra, com cerca de 200 metros de altura, que apresenta a formação de uma ponte cortando a cachoeira e sob a qual corre água.
Além desta maravilha natural podemos encontrar os Panelões do Sumidouro e o majestoso Rio Iapó que corta o desfiladeiro com grandes corredeiras.

 

 

Horários de Funcionamento

 

O parque funciona de quarta a domingo e feriados nacionais das 8h às 18h horas. O local não conta com lanchonete, nem área de camping e o acesso é gratuito.
O parque tem visitação limitada, para grupos acima de 15 pessoas é necessário agendar sua visita pelos fones: 0800-643-1388 ou (42)3275-2047/2437. Para visitação nas Pinturas Rupestres é necessário o acompanhamento de condutor local.

SALTO SANTA ROSA
Com queda de 60 metros, o salto conta com belíssimas trilhas para ecoturismo e chalés para alugar. A área é propriedade particular e é cobrada taxa para visitação.

SALTO PUXA-NERVOS
Vizinho do Salto Santa Rosa com queda de 40 metros, perfeito para a prática de cascading (rapel em cachoeiras). Também é propriedade particular.

CACHOEIRA DE DORA
Faz divisa com o Parque Guartelá. Excelente ponto de observação dos paredões do Canyon. Ótima estrutura de camping com churrasqueira, sanitários, fogão à lenha e à gás.

ARROIO DA INGRATA
Para aventuras como toboágua natural, com cerca de 30 metros de descida.

SAFARI’S FARM
Localizado na Fazenda da Praia, Rodovia do Café BR 376, KM 454, oferece várias opções de lazer. Aberto aos sábados, domingos e feriados das 10h às 18h. Durante a semana apenas para grupos fechados. O ingresso dá direito a excursionar pela fazenda que conta com diversas espécies de animais exóticos importados como cervos, antílopes, avestruzes, lhamas, emas e cabritos africanos.
Além do safari fotográfico, o local oferece visita à indústria da Água Mineral Itay, Museu e Mirante da fazenda, passeio de charrete e cavalgadas, trilhas à pé ou à cavalo.

MORRO DA COMUNA
Eleito pelos adeptos de parapente como um dos melhores sítios de vôo livre do Estado do Paraná, o Morro já sediou festivais e campeonatos estaduais do segmento, desenvolvendo uma nova modalidade esportiva no município.

MORRO DO JACARÉ
Intimamente ligado à história de Tibagi, pois foi este morro que revelou aos paulistas o ouro e diamante existentes na região. Com belezas cênicas incomparáveis e com paredes que apresentam desníveis de até 60 m, acolhe adeptos de esportes radicais como o rapel.

RIO TIBAGI
Nome de origem indígena, Tiba (muito) e Gy (cachoeiras), o Rio Tibagi também é conhecido por Rio de Água Corrente. Com extensão de 616 km. Há pistas de canoagem para atletas. Atualmente funciona uma escolinha de canoagem local.

fotos relacionadas