patrocinado por

42º DIA - A CHARMOSA SAN PEDRO DE ATACAMA

42º dia de viagem
Cidade: San Pedro de Atacama/CH | Categoria: Diário do Piloto
Postado em: 10/9/2011
Diário de Motocicleta

Nossos planos eram de seguir para Salta na Argentina, mas depois de uma volta ontem em San Pedro de Atacama, tornou-se quase impossível deixar essa cidade hoje.

Uma simples volta pelas ruas de San Pedro é um programa e tanto.
Simples, rústica e simpática, as ruas de terra formam um conjunto bucólico e romântico com suas construções em barro.
Lojas de artesanatos, restaurantes, hotéis e agências de turismo... é tudo que se encontra em San Pedro que tem ao fundo o vulcão Licancabur que atinge mais de 5.500 m de altitude... lindo e icônico na forma perfeita de vulcão.

Tomamos nosso café da manhã, avisamos que ficaríamos mais um dia e fomos bater perna pela cidade.

Logo chegamos na Igreja de San Pedro que visitamos ontem a noite... mas de dia ela é muito mais charmosa.
Data de 1774, mas foi reparada entre os anos de 1839 e 1843, após um grande incêndio.
A nova Torre foi adicionada ao conjunto da obra em 1964 para substituir a antiga de madeira. O telhado é de barro e a estrutura para segurar essa cobertura por dentro é uma atração a parte.

Dali, atravessamos a Praça de Atacama e fomos até o Museu Arqueológico Del Padre Le Paige que foi um padre arqueólogo e fundou este museu em janeiro de 1963.

Nele encontramos a incrível história de mais de 11mil anos da Cidade de San Pedro de Atacama e sua civilização que sofreu ao longo dos anos, influências dos Tiwanakus que criaram o modelo de império que mais tarde seria adotado pelos Incas.
Estes também por sua vez influenciaram os Atacamenhos que por fim sofreram influencias dos espanhóis.
São anos e anos de história e peças maravilhosas encontradas e diversas escavações pelo deserto de Atacama e região.
Antes haviam cerca de 4.000 crânios e inúmeras múmias, mas foi feito um plebiscito com os moradores de San Pedro que optaram em preservar os restos mortais dos seus antepassados e hoje essa mostra não pode mais ser vista.

Os ingressos custam 5 pesos por pessoa e vale a pena a visita.

De lá fomos almoçar e passear mais pela linda cidade.

Amanhã... Salta!

fotos relacionadas
vídeos do roteiro