patrocinado por

2º DIA - PASSEIOS EM CAPÃO BONITO

Cidade: Capão Bonito/SP | Categoria: Passeios
Postado em: 1/8/2011
Diário de Motocicleta

Hoje os céus nos presentearam com chuva e como bem disse o
Jeová, a previsão era de chuva onde quer que fôssemos.

Mas isso não foi suficiente para abalar os planos e as surpresas que teríamos
durante o dia.

Tão logo tomamos café da manhã, a Patrícia do Camping
Pachamama – com a qual mantivemos contato já no início do projeto – apareceu
para nos resgatar... na verdade a Patrícia fez propaganda e divulgou nosso
projeto para a ONG Olho d´água do Panema que por sua vez levou nosso projeto
até a Secretaria de Turismo que prontamente se dispôs a nos receber e nos
prestigiar.

O combinado era um rolê de Jeep por trihas que supostamente
seriam trechos do Caminho do Peabiru que por muitos anos foi usada por
Jesuítas, Correios (no tempo da colonização do Brasil), mineradores e depois
por tropeiros. Agora podemos usar essas trilhas para o turismo de aventura e,
Capão Bonito e região tem muito o que mostrar.

O Paulo da ONG Olho d´água do Panema (que já tinha
conversado com a gente na noite anterior) e o Zé do Jeep chegaram com seus
JEEP´s e depois o Montenegro (Sec. De Turismo) completou o time para os
passeios.

Nos dividimos nos Jeep´s e fomos em direção a Ribeirão
Grande fazer umas trilhas na região do Parque Intervales.

Após aproximadamente 30kms onde moto custon alguma consegue
ir, chegamos na propriedade do Paulo que possui várias trilhas onde os jeep´s
não entram.

Iniciamos uma caminhada de 1.500m mato adentro até chegarmos numa curva de
rio onde encontra-se o Encanados.

O Encanados é uma construção da era do ouro na região que
visava controlar a corredeira do rio para o garimpo de ouro.

Foi construído vários corredores de pedras nas margens do rio, que de certa
forma canalizava o rio e, onde estacas com couro de boi eram fincados em
sequência nestes corredores com a parte do pêlo viradas para cima.

A idéia era extrair dos barrancos a terra e jogar nestes
encanados onde os pêlos filtravam as águas e retinha o pó de ouro, depois
batiam couro e extraíram todo ouro... depois de muito uso queimavam o couro
para retirar as últimas gramas existentes.

Nesta região não se encontravam pepitas de ouro, apenas pó
que eram armazenados em garrafas... até hoje na região é comum ouvir os mais
velhos dizerem que “fulano achou uma garrafa de ouro” para se referir a alguém
que ficou rico.

O passeio vale muito a pena.

De lá seguimos uma trilha de jeep que margeia o Rio das
Almas que é palco de práticas de canoagem e bóia cross e visitamos um rancho
onde os turistas são resgatados das águas e recebidos com churrasco e toda uma infra estrutura.

De lá fomos conhecer um alambique de pinga que a mais de 80
anos produz pinga artesanalmente e voltamos para o hotel.

Ao todo foram cerca de 70kms de jeep, muita lama e diversão
mesmo com o tempo chuvoso... ficamos imaginando estes passeios em dia de Sol,
mais um motivo para voltar e curtir outras trilhas e cachoeiras que a região
possui.

Lugar super recomendado para quem gosta de passeios de
aventura e jeepeiros.

Quem quiser mais informações, procure o Zé do Jeep que além
de te guiar por todas essas trilhas e lugares fantásticos, também organiza
passeios de jeeps de todas as escalas de dificuldade.

O telefone do Zé é (15) 9761-2378 ou então entre em contato
através do site http://www.capaobonito-sp.com  e mencione o Diário de Motocicleta.

fotos relacionadas
vídeos do roteiro