Entenda o Proj. Antes do Fim do Mundo... e um pouquinho além.



Diário de Motocicleta

Você ceramente se lembra que o mundo ia acabar em 2012 por conta do Fim do Calendário Maia, certo? Então, qual era a melhor época para ir até o Fim do Mundo?

Com essa sacada, eu e a Elda partimos rumo ao Ushuaia em meados de Dezembro de 2012, carregados de ansiedade em cruzar a Patgônia e ver o Pôr do Sol no dia 22 de Dezembro - Dia do Fim do Mundo, en directo del Fin del Mundo.

Acontece que na altura de Floripa a Elda adoeceu, o que nos fez voltar para casa para deixa-la
No dia seguinte voltei para estrada afim de cumprir os contratos feitos com nossos parcerios.

Foi a primeria vez que viajei sozinho, e a loucura veio com a ausência da Elda, que durante oito meses planejou cada passo daquela aventura e agora, não estava mais comigo.

Os Ventos Patagônicos e o Rípio foram vencidos, vi pinguins, neve, viajei com a luz do Sol até as 23h, e não vi o Pôr do Sol no dia 22, por que estava chovendo, mas eu estava lá... no fim da RUTA 3 - eu desci por ela, e subi a RUTA 40, curtindo cerca de 850 km de rípio.

Apesar da companhia de muitos amigos, chorei sozinho por passar as festas de Fim de Ano longe da minha filha, por não estar com a Elda no dia do seu aniversário, e por vezes, atônito diante das tantas coisas que descobrimos sobre nós mesmo, quando estamos no mundo sem ninguém.

DE PARILLA À FAST FOOD

Cidade: Mendoza/AR | Categoria: Onde Comer
Postado em: 19/11/2013
Diário de Motocicleta

Mendoza é bem semelhante a São Paulo quando o assunto é variedade culinária.

A cidade oferece as mais variadas cozinhas e a AV. Sarmiento reúne a maioria dos bons restaurantes que vão de pastas, pizzas a parillia, como o caso da Parilla Downtown onde jantei uma noite de garoa fina.

O restaurante é um charme, e como muitos da Av. Sarmiento, na calçada existe uma área coberta onde mesas acomodam a clientela que tem o movimento de turistas na rua como atração, além de claro, artistas que vez ou outra aparecem com apresentações musicais.

No Downtown experimentei uma deliciosa pizza individual do tamanho do prato... 4 pedaços, de um saboroso frango com mussarela de um tempero ímpar.
Acompanhado de uma cerveja caseira chamada ANDES, muito boa por sinal, arrematou a refeição que custou R$37,00 (US$16,80).

Vale a escolha... Av. Sarmiento, 755, a uma quadra da Plaza Independencia.


Já em relação ao almoço, como costumamos bater muita perna, geralmente a opção é um lanche rápido e neste caso, encontramos na Plaza Independencia a lanchonete Kingo nos padrões McDonalds de rede fast food.
A diferença aqui foi o preço e o tamanho do lanche... o combo Troya com refrigerante de 500 ml mais um hambúrguer com três carnes, queijo, tomate e alface por R$8,70 (US$3,90) é difícil de se encontrar por ai... refeição mais que suficiente para continuar a tarde passeando sem gastar e sem passar fome.

O Kingo fica na Plaza Independencia, na esquina entre Patricias e Rivadavia.

fotos relacionadas
Parceiros neste projeto