patrocinado por

10º ENCONTRO DE MOTOCICLISTAS DE SÃO PEDRO/SP

Postado em: 11/7/2011 | Categoria: Eventos & Encontros
Diário de Motocicleta

Já há alguns anos que sempre acontece alguma coisa e eu não consigo ir até o Encontro de Motociclistas de São Pedro... mas este ano o encanto se quebrou! 

Com a intenção de nos despedir da família, eu e minha esposa fomos para Piracicaba e de lá seguiríamos para São Pedro onde nossa amiga Ju curtia o 10º Encontro de Motociclistas desde o dia anterior. 

Com a previsão de rodar uns 40kms de Pira até São Pedro, sairíamos por volta das 17h quando meu celular tocou e os amigos Jeová e Zulla avisavam que estavam saindo de Itanhaém rumo a Piracicaba para nos encontrar e, juntos irmos para São Pedro. 

Por volta das 21h nos encontramos em um posto de gasolina e seguimos estrada. 

A estradinha para São Pedro é muito gostosa mesmo à noite e no frio.
Requer atenção, uma vez que a via é vicinal e com segundas faixas que acabam no mato após curvas fechadas. Já tive amigo que tomou chão nesta estrada o que reforça o conselho de que todo cuidado é pouco. 

Mas fizemos um rolê tranqüilo até a Festa, e demoramos um pouco para encontrar o Ginásio, uma vez que ao longo da cidade apenas uma faixa saudava os motociclistas... só se esqueceram de colocar umas setas indicando o caminho. 

Chegando ao evento, não era surpresa que a entrada era de R$10,00 por pessoa, caro, mesmo com a justificativa que o ingresso valia para os três dias da festa... como já era sábado, não tinha mais como aproveitar o dia anterior... e ai, como faz? 

Paga, entra e fica quieto (rs)!

No primeiro rolê pela festa, deu pra notar que parte das barracas estavam sem energia... isso mesmo... Black out no evento que hora acendia um lado quando apagava outro. 

A tia do Krepe vendia cerveja no gelo desanimada, pois não tinha energia para fazer o que foi disposta. 

Nessas alturas eu já queria pegar ao menos R$10 dos R$20 que eu gastei de volta. Quando vi a barraca de cadastramento de Moto Clube fechada, desacreditei. 

Alguns dizem que o evento já foi bom... outros disseram que de tarde havia lotado... na minha opinião coletado paga meia ou 1kg de alimento ou R$3,00 – um evento em que você roda mais de 300kms para comer e beber no escuro, uma festa feita para você... é dose. 

Mas como costumo dizer, com bons amigos a festa é sucesso na certa.
Curtimos o show do Roberto Seixas que na minha opinião é um dos melhores covers de Raulzito, rimos, contamos causos, encontramos amigos e lá pelas 2h da manhã seguimos para Piracicaba, onde antes de ir dormir, levei Jeová e Zulla para o Motel. 

Calma! (rs) 

Levei do verbo escoltar até um motel que costumo ficar quando não dormimos na casa da minha sogra. 

Ano que vem volto para a festa que não podemos negar, é tradicional, mas espero que os organizadores providenciem uma instalação elétrica melhor e, que essa entrada, seja mais em conta.

fotos relacionadas

Oferecimento
GIVI do BRASIL

Publicidade
Viagem na Foto

Motoque-se
Descubra Machu Picchu em 2018

Baixe Grátis
Taqueopariu - O outro lado das viagens de moto