patrocinado por

TRÂMITES ADUANEIROS NA FRONTERIA COM A BOLÍVIA

3º dia de viagem
Cidade: Corumbá/MS | Categoria: Diário do Piloto
Postado em: 4/8/2015
Diário de Motocicleta

Como ouvimos relatos de amigos sobre o inferno que é o trâmite aduaneiro na fronteira Brasil-Bolívia por estas bandas de Corumbá, resolvemos ficar um dia a mais para tratar somente deste assunto.

O que acontece é que no período da manhã as filas são enormes e o número de funcionários muito pequeno, então não nos surpreendeu ouvir poucas e boas de amigos que passaram até 7h em filas para concluir a parte de Migração e de Aduana.

Já no período da tarde, as filas desaparecem e o trâmite é mais tranquilo, porém seguir viagem, tendo Santa Cruz de la Sierra como destino, certamente o fará motocar a noite, e já completamos nos últimos dois dias nossas incursões noturnas.

Com uma fronteira vazia, fomos muito bem atendidos e de forma rápida, então fica a dica para que os amigos façam os trâmites após às 13h30, atentando para os seguintes passos:

1-) Saída do Brasil – nunca em qualquer outra fronteira fizemos a saída do Brasil, mas aqui em Corumbá é preciso apresentar o Passaporte, e no caso de RG é necessário preencher um pequeno formulário. Esse documento será solicitado na Migração da Bolívia.

2-) Entrada na Bolívia (pessoa física) – atravessando a pequena ponte, se dirija a Migración e informe que você quer entrar na Bolívia. Mesmo quem viaja com Passaporte deverá preencher o ”permiso” e apresentá-lo no guichê quando for chamado.

3-) Entrada da Moto na Bolívia – seguindo um pouco mais a frente, em um container branco no lado direito da pista, encontra-se a Aduana, vá até lá com os seguintes xerox em mãos:
- Documento da moto;
- Carteira de Habilitação – não é necessário a PID;
- RG frente e verso ou;
- Passaport – página da foto e do carimbo da Migração do Brasil;
- Permiso da Migración Boliviana frente e verso.

Tudo cópias em folhas separadas.
Apresentando tudo com sorriso e a boa e velha educação, o oficial aduaneiro fará uma vistoria na moto para conferir o número do chassi e lhe fornecerá o Permiso para entrar com a moto na Bolívia.

4-) Autorização para pilotar – em Puerto Suárez vá até a polícia e apresente este Permiso para receber a autorização para pilotar em território Boliviano.
É o único lugar que esse documento será vendido, e alguns KM a frente, o único posto que solicitará esse Documento
Prepare-se para atender ao pedido de "una contribuicion para la policia carretera" - muito educado o oficial lhe pedirá B$100… dica que tem B$20 ou B$10 e avise que já deixou uma caixinha quando comprou sua Auorização por B$50 - ele aceitará sem crise!
Guarde toda a documentação e siga a viagem feliz… e não fique bravo, a propina é cultural.

vídeos do roteiro

Oferecimento
GIVI do BRASIL

Publicidade
Viagem na Foto

Motoque-se
Descubra Machu Picchu em 2018

Baixe Grátis
Taqueopariu - O outro lado das viagens de moto